Notícias

Guia de iniciação

29 setembro 2016
aulas notícias

Regras de etiqueta no Dojo

 

O local de prática do Kendo é designado por Dojo, independentemente deste ser localizado num ginásio, pavilhão, etc. O Dojo é o “local onde se pratica o caminho”, sendo considerado como algo mais do que um simples espaço, uma vez que este é o local onde pretendemos desenvolver-nos como pessoas.

No sentido de garantir o respeito pelo local e pelos restantes praticantes existe um conjunto de regras de etiqueta (Reigi-saho) a cumprir por todos os frequentam o Dojo, devendo os praticantes mais antigos fomentar estas regras junto dos praticantes mais modernos:

 

  1. Ao vestir o keikogi e hakama cada praticante deverá examinar a sua aparência, garantindo que o keikogi fique devidamente esticado e não se encontre a cobrir a koshi-ita do hakama (pequena área rígida na parte superior traseira do hakama);
  2. Ao entrar e sair do Dojo, efetuar uma vénia (shomen);
  3. É proibido o uso de telemóvel e outros equipamentos eletrónicos que possam perturbar a aula no Dojo, salvo exceções autorizadas previamente pelo Sensei;
  4. Todos os praticantes deverão colaborar na limpeza prévia do pavimento do Dojo antes do início da aula;
  5. Os itens pessoais e equipamento deverão ser arrumados junto da parede;
  6. O shinai e bokken deverão ser sempre transportados como se de uma katana se tratassem, devendo ser-lhes dado o devido respeito. Não deverão ser utilizados como apoio para descansar ou andar, nem suportados na zona do ombro como um cajado ou taco. O shinai e bokken deverão ser transportados na mão direita sempre que não se esteja a treinar (o transporte na mão esquerda significa que o praticante está “pronto para atacar”);
  7. Quando não estiverem em utilização os shinai e bokken deverão ser arrumados ou encostados à parede com a ponta para cima;
  8. Nunca passar por cima de um shinai ou bokken que se encontrem no chão, incluindo o do próprio;
  9. Não tocar no equipamento de outros praticantes, inclusive para os retirar do caminho, sem antes pedir permissão;
  10. Ao circular pelo Dojo deverá ser utilizada, preferencialmente, a zona exterior;
  11. Não passar em frente a ninguém (passar sempre por trás). Se tal não puder ser evitado, efetuar uma vénia, pedindo desculpa (em japonês: “Sumimasen!” ou “Gomen nasai!”);
  12. Durante a aula, após finalizar um exercício com o parceiro deverão ambos regressar ao centro, “embainhar” o shinai (ossame to), dar 5 passos atrás, e fazer uma vénia, agradecendo;
  13. Durante a aula evitar ter conversas desnecessárias com os outros praticantes. Todos deverão estar atentos às instruções do Sensei, e 100% concentrados na aula. Caso esteja à espera da sua vez o praticante deverá aproveitar a oportunidade para observar os outros e daí retirar lições;
  14. Estando apenas a assistir à aula o praticante deverá manter uma postura de respeito para com o Dojo, especialmente aquando da realização da fase de mokuso (meditação);
  15. Caso o praticante tenha mesmo a necessidade de parar durante a aula deverá solicitar ao Sensei, e sair fazendo uma vénia ao parceiro. No momento de pausa deverá recuperar o fôlego e fazer um esforço para regressar rapidamente à aula. O men nunca deverá ser retirado, a não ser que seja absolutamente necessário. Ao regressar à aula deverá ser pedida permissão ao Sensei;
  16. Caso o praticante chegue atrasado à aula por motivos de força maior, deverá alinhar no lugar do praticante mais moderno, independentemente da sua graduação;
  17. Alinhar para o início da aula
    • À voz do praticante mais antigo (“Seretsu!”) todos deverão alinhar rapidamente, garantindo que a linha fica recta olhando para o praticante mais antigo ao seu lado. Os praticantes deverão segurar o shinai na mão esquerda, e o men (contendo o tenugui e os kote no interior) por baixo do braço direito;
    • À voz de “Seiza!” (ajoelhar) dada pelo praticante mais antigo, começar a ajoelhar após o praticante mais antigo ao seu lado ajoelhar (efeito dominó), deixando espaço suficiente para colocar o shinai e kote + men;
    • Colocar primeiro os kote no chão, junto ao joelho direito, apontando para a direita. Colocar o men com a grelha por cima da zona dos pulsos do kote, de forma a que fique direito. No CKL coloca-se o tenugui esticado em cima do men;
    • À voz de “Mokuso” adotar a posição de meditação, respirar profundamente, “esvaziar a mente” de outros assuntos não relacionados com a aula de Kendo que irá ter início;
    • À voz de “Mokuso yame”, “Sensei ni rei”, “Otagai ni rei”, cessar a meditação, fazer vénia ao Sensei, e fazer vénia aos restantes praticantes;
    • À voz de “Men tsuke” colocar o tenugui de forma a que não fique nenhuma ponta solta na parte de trás do men; colocar o men garantindo que este fica bem apertado, com os himo paralelos e não torcidos; colocar o kote esquerdo primeiro, e depois o direito;
    • Permanecer em seiza até que algum dos praticantes mais antigos se coloque de pé, ou por indicação do Sensei;
  18. Alinhar para o final da aula
    • À voz do praticante mais antigo (“Seretsu!”) todos deverão alinhar rapidamente, garantindo que a linha fica recta olhando para o praticante mais antigo ao seu lado. Os praticantes deverão segurar o shinai na mão esquerda;
    • À voz de “Seiza!” (ajoelhar) dada pelo praticante mais antigo, começar a ajoelhar após o praticante mais antigo ao seu lado ajoelhar (efeito dominó), deixando espaço suficiente para colocar o shinai e kote + men;
    • Retirar os kote e coloca-los no chão (primeiro o kote direito), junto ao joelho direito, apontando para a direita. Aguardar;
    • À voz de “Men (wo) tore” retirar o men não deixando os himo à solta, devendo estes ser colocados dentro do men. Segurar o men com a mão direita em frente à cara, retirar o tenugui com a mão esquerda e limpar a transpiração da cara, colocando posteriormente o tenugui dentro de men. Colocar o men com a grelha por cima da zona dos pulsos do kote, de forma a que fique direito;
    • À voz de “Mokuso” adotar a posição de meditação, respirar profundamente, “esvaziar a mente” de outros assuntos não relacionados com a aula de Kendo que finalizou;
    • À voz de “Mokuso yame”, “Sensei ni rei”, “Otagai ni rei”, cessar a meditação, fazer vénia ao Sensei, e fazer vénia aos restantes praticantes;
    • Permanecer em seiza até indicação de finalização da aula pelo Sensei;
Contactos
Escola Secundária Patrício Prazeres
Alto do Varejão Qt.ª das Comendadeiras
1900-055 Lisboa
ckl@ckl.pt
Sobre nós
O Clube de Kendo de Lisboa dedica-se ao ensino e promoção do Kendo na região de Lisboa desde 1990. Sócio da Associação Portuguesa de Kendo, é um dos locais reconhecidos em Portugal para o ensino desta disciplina.